Morar e estudar fora Sobre lugares

10 mitos sobre a Índia que você precisa desconstruir

1- A Índia é um lugar perigoso

Antes da minha viagem, procurei alguns documentários sobre a Índia para saber em que situação eu iria encontrar o país. Infelizmente, só achei coisas negativas sobre segurança no país, especialmente para mulheres. No entanto, a cidade em que moro foi eleita a mais segura da Índia. Ahmedabad fica no estado Gujarat, onde o álcool é proibido, portanto, a vida noturna da cidade não gira em torno de bares e boates. As pessoas têm o hábito de aproveitar a cidade nas ruas, comendo, conversando. Eles relacionam essa proibição com a baixa incidência de crimes. Uma cidade que é segura para uma mulher estrangeira andar de madrugada sozinha com certeza é segura para o resto das pessoas.

2- A Índia só tem pobreza

Esse é outro mito que escutei muito antes da viagem. Muita gente que só conhece a Índia pela novela da Globo gosta de palpitar e dizer que “Na Índia, ou você é muito pobre ou muito rico”. Pois fique sabendo que a Índia também tem classe média, não existe isso de você ser ou miserável ou milionário. Andando pelas ruas eu vejo pobreza, vejo casas em situações mais precárias, vejo carros de luxo, lojas de luxo, mas também vejo muita gente que não se encaixa em nenhuma das categorias. Entre 2016 e 2018, esta previsto que a Índia se tornará o país com o crescimento mais acelerado de PIB do mundo. Isso não significa que não haja desigualdade, mas certamente não podemos dividir a população entre apenas pobres e apenas ricos.

3- Os indianos fedem

Fico até com vergonha de ter que inserir esse mito aqui, mas infelizmente foi algo que escutei de amigos brasileiros. “Não gosto de indianos. Eles fedem.” Quer saber? Já conheci indianos fedidos, brasileiros fedidos, ingleses fedidos, americanos fedidos, franceses fedidos, australianos fedidos, nigerianos fedidos, chineses fedidos. Não dá pra você generalizar. Até agora aqui, se achei um indiano que tivesse mau cheiro, foi muito. Isso é um dos mitos mais absurdos que ouvi até hoje sobre a Índia. Então vamos parar de cuspir preconceito por aí e só falar do que a gente realmente sabe e tem propriedade para tal. Se quiser dizer se os indianos são um povo fedido, desafio que venha aqui e cheire os 1 bilhão de indianos que vivem na Índia pra comprovar essa sua teoria falha. Peço desculpa aos amigos indianos por isso.

4- Os pais forçam seus filhos a casarem

Sim, ainda existem casamentos arranjados. Contudo, isso não significa que seus pais simplesmente te forçam a casar com alguma pessoa aleatória e desconhecida contra sua vontade. Os indianos não vivem no século passado e as coisas têm se modificado aos poucos. Todos os amigos que conversei alegaram preferir casar por amor, mas que não se sentem ofendidos pelos casamentos arranjados. Os pais, quando têm filhos la pelos seus 25 anos, começam a apresentar possíveis pretendentes para seus filhos e filhas. Caso você goste de seu/sua pretendente, as famílias anunciam o casamento. Pode parecer forçado, mas a ideia do casamento indiano é bem diferente da que nós temos. Aqui, o amor se constrói. Constrói-se uma história junto com a família. A dedicação entre marido e mulher é máxima. Um vive para o outro.

5- São todos vegetarianos

Que os indianos não comem vaca é indiscutível. A vaca é sagrada, não é um animal que sequer cogitam comer. Mas isso não significa que eles não comam outras carnes. No McDonald’s por exemplo, todos os hambúrgueres são de frango ou vegetarianos. No estado em que estou, a maioria da população é sim vegetariana. Não comem nenhum tipo de carne e nem ovos (não são vegans porque consomem outros derivados de animais como laticínios). Mesmo assim, encontro ovos à venda e cozinho aqui em casa. A carne também é fácil de achar, apesar de cara. Preferi me adaptar ao lugar e cortar as carnes da minha alimentação também.

6- O trânsito da Índia supera o do Brasil

O trânsito da Índia é bem caótico sim. Mas não se compara ao trânsito que enfrento no Rio de Janeiro. Aqui, apesar de dirigirem que nem loucos e sem respeitar nenhum tipo de leis do trânsito, chego nos lugares em tempos bem razoáveis. No Rio, apesar de respeitarem um pouco mais as leis e sinalização – mas nem tanto – é comum demorar horas e horas para chegar numa distância de 30 km. Então posso dizer que, até agora, o trânsito que eu enfrentava no Brasil me deixava mil vezes mais irritada que qualquer corrida louca de rickshaw que tive na Índia.

7- Na Índia só faz calor

Risos. Quem disse isso aí faltou as aulas de geografia. A Índia possui 3 estações: inverno, verão e monções – período de chuva após o verão. É importante lembrar que a Índia é um país bem grande e com vegetação e relevo variados, o que faz com que, em uma mesma estação, possamos encontrar climas completamente distintos pela Índia. Em Ahmedabad, no inverno, vemos temperaturas de menos de 10 graus; no verão, a temperatura pode chegar a mais de 40 graus. Isso sem contar com os inúmeros desertos na Índia que têm clima distinto e as montanhas do Himalaia onde no inverno as temperaturas são extremamente baixas e com neve. Em lugares como Goa – destino de muitos turistas que querem conhecer as belas praias indianas – o clima fica agradável durante o inverno entre 20 e 30 graus e no verão atinge temperaturas mais altas. Quem me vê com casaco e cachecol aqui a noite e pensa “Ué, mas aí não é quente?”. Na dúvida, você dá uma olhada no Climatempo pra ver se não tá falando bobagem.

8- A Índia faz com que você vire uma pessoa mais espiritualizada

Achei que minha estadia na Índia seria um período onde eu conseguiria me espiritualizar mais, aprender a meditar e a praticar yoga. No entanto, fiquei um pouco decepcionada ao ver que as pessoas não são assim essencialmente espiritualizadas. Assumo minha culpa, pré-conceito meu. Não consigo entender como você reza pra tantos deuses e depois sai na rua e dirige de forma tão imprudente. Sim, eles são muito religiosos. Mas não são todos monges que andam pela rua de forma zen e fazendo símbolo de paz e amor. Se você quer essa experiência, vá morar numa ecovila hippie. Índia não é sinônimo de espiritualidade, você tem que buscá-la. Ela está por aí. Dentre esse 1 bilhão de pessoas, tenho certeza que irá encontrar o que estiver procurando.

9- Os indianos são todos iguais

As cores de pele aqui variam de uma forma inacreditável. Não sei quem foi que disse que eles todos são parecidos. Em alguns lugares mais próximos à fronteira com a China, as pessoas têm feições mais próximas das chinesas. No sul, como em Bangalore por exemplo, pode-se ver pessoas de pele mais escura. É uma mistura linda de se ver.

10- A Índia é o clipe do Coldplay, “Quem quer ser um milionário” e “Caminho das Índias”

Sim, os indianos comemoram o Holi. Sim, alguns indianos falam Arebaba. Sim, a favela retratada em Slumdog Millionaire é real. Mas temos que tomar cuidado com a nossa concepção do que é Índia. Ela é constantemente retratada como um destino exótico cheio de cores, pobreza e festa. Da mesma maneira que estrangeiro vai pro Brasil achando que a gente vai sambando do trabalho pra praia com uma caipirinha na mão todo dia, nós criamos essa ideia falsa de que os indianos vão pro trabalho vestidos de saari, dançando uma música de Bollywood, com um macaco do lado. Muita cautela com o que você absorve sobre cultura alheia! A gente não pode ter uma história única sobre algo ou alguém. Por isso, aconselho que se quer saber mais afundo sobre Índia – e os outros temas que abordarei nesse blog – procure mais de uma fonte. Só ao nos depararmos a diferentes visões, podemos definir a nossa.

 

Seguem alguns links úteis:

Ahmedabad, cidade segura
Crescimento do PIB
Clima

5 thoughts on “10 mitos sobre a Índia que você precisa desconstruir”

  1. Muito agradável tudo o que voce relatou…e mais… Com coerência. Agradeço muito. O que me fez ler seu trabalho, é que tenho uma pessoa que mora ai, e estou feliz por conhecê-lo. Grata por todas as informações…e sentimentos ligados aos mesmos…muitas alegrias sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *